Vale dar uma chance para One Tree Hill, série disponível na Globoplay


Dois dias depois de completar 8 anos de idade, One Tree Hill pintou na programação americana pela primeira vez. Apesar de fazer maratona de séries de sucesso como The O.C., Smallville, Friends e Grey's Anatomy, eu nunca tinha tido a oportunidade de assistir One Tree Hill por dificilmente achar nos serviços de streaming, por tanto, já conhecia pouco da trama e tinha vontade de assistir. 

Faz pouco tempo que a Globoplay disponibilizou as nove temporadas em sua plataforma, e eu não pensei duas vezes antes de começar a maratona. Até o momento, posso afirmar que é uma das melhores séries com temática adolescente que eu já assisti. Apesar de todos os clichês estarem lá, a forma como a trama é desenvolvida faz toda a diferença.

Indo para o final da primeira temporada, é como se eu já acompanhasse esses personagens durante muito tempo. Brooke, Peyton, Haley, e os irmãos Nathan e Lucas, os protagonistas do show nesse primeiro momento. E apesar de ser uma série adolescente, até o momento não existem mocinhos e vilões, mas personagens humanos com qualidades e defeitos, e é isso que dá um diferencial para a série. Sem contar que os personagens secundários também são tão interessantes quanto os principais.

Tentando ficar longe de spoilers, li algumas coisas sobre o futuro da série, e sei que muita coisa vai mudar, e isso é normal em um show que ficou quase dez anos no ar, mas se manter 60% da sensibilidade desse início, eu vou estar satisfeito. E tem tudo para entrar no meu TOP 5 de séries da vida. Então, essa é a minha dica para vocês hoje. Deem uma chance para One Tree Hill, série essa que me conquistou em menos de 5 episódios, algo que não acontecia há muito tempo.

Postar um comentário

0 Comentários