O Universo Invertido de Wanessa Camargo honra o legado de 20 anos de carreira da artista

Artista: Wanessa Camargo
Álbum: Universo Invertido
Ano: 2020
Avaliação: ★★★★ 

Depois de alguns singles, Wanessa Camargo nos entregou um álbum completinho. Depois do 33, Wanessa se jogou em um projeto autoral e muito coeso. Para quem não lembra, quando Wanessa lançou o 33, seu plano era entregar um trabalho autoral, mas como vimos no penúltimo episódio do W.DOC, não foi o que aconteceu por conta de gravadora e investimento.

Universo Invertido trouxe quatro faixas não conhecidas anteriormente pelo público. O Segredo abre o álbum de forma muito positiva. A faixa tem uma letra reverenciando o amor próprio, e para quem não lembra, os álbuns em português de Wanessa geralmente começam com faixas nesse estilo. O álbum segue com faixas que foram lançadas como single anteriormente, e Desiste Não é uma das faixas, uma das melhores composições da artista e com isso é muito bom tê-la em um projeto completo e não ser um single avulso.

O Universo Invertido de Wanessa Camago ainda nos rendeu Nosso Som e Me Perder, essa última uma faixa dançante e um dos pontos altos do álbum. É uma música com uma letra madura e que muitas mulheres, mães, devem se identificar. Sozinha, single do álbum, é uma das melhores músicas da discografia de Wanessa. A artista sempre se renovou e trouxe elementos diferentes, e Sozinha é exatamente isso. Algo diferente mas com a identidade de Wanessa. 

O álbum que comemora os 20 anos de Wanessa Camargo honra todo o legado e a discografia da artista. Esse é um álbum que veio no momento certo, mesmo tendo a sensação de que isso é o que Wanessa queria ter entregue em 2017 e foi vetada de alguma forma. Vale ouvir sem pré-conceito e dar mais uma chance para a grande artista que é Wanessa.

Postar um comentário

0 Comentários