depois daquela NOITE | capítulo 24

 


CENA 1 - EXT. / CACHOEIRA DA CIRENAICA - NOITE.

Ao som de "Someone You Loved - Lewis Capaldi", Renato sorri ao olhar para Juliano.

RENATO: O que você pretende com tudo isso?

JULIANO: Como assim? 

RENATO: Está tão bom assim e parece que você quer mais. 

JULIANO: É claro que eu quero mais! Eu quero mais do que ser teu amigo e eu estou disposto se você também estiver. 

RENATO acaricia o rosto de Juliano: Eu não posso te prometer nada.

JULIANO: Eu só quero saber se você está disposto.

RENATO: Eu não quero te enfiar na loucura que é a minha vida. 

JULIANO: E como você sabe que a minha não é uma loucura?

RENATO: É de uma outra forma!

JULIANO: Me fala!

RENATO se levanta: Acho que é melhor eu ir dormir. Amanhã vai ser um dia cansativo. Você vem?

JULIANO: Vou fumar mais um e já vou. 

Renato sai e Juliano se deita na pedra. CORTA PARA:

CENA 2 - INT. / MORRO/NIGHT CLUB - NOITE.

Flávia encara Nádia e não reage ao afronte de Caroline.

FLÁVIA: Vamos sair daqui!

Nádia acompanha a amiga para fora da boate. Manuela vai até Caroline ao ver a amiga brigando com Flávia.

MANUELA: O que a sua mãe estava fazendo aqui?

CAROLINE irritada: Que ódio que eu estou! A minha mãe deu pra achar que é adolescente e sair por aí. Você acredita que até pra fora de casa ela me colocou?

MANUELA: O que? 

CAROLINE: Depois que meu pai deixou dela, ela se transformou numa pessoa completamente diferente. Uma desconhecida! Mas quer saber? Eu quero me divertir e esquecer que existe um mundo lá fora! Que se foda todos!

Ela vai para a pista de dança e Manuela vai junto. As duas começam a dançar freneticamente. CORTA PARA:

CENA 3 - EXT. / CACHOEIRA DA CIRENAICA - NOITE.

Matheus está na barraca tentando dormir quando começa a ficar inquieto. Ele começa a lembrar de Tereza conversando com Felipe e tenta fechar os olhos para tirar a cena da cabeça. Tentativa frustrada. Matheus se levanta e ao sair da barraca se depara com Tereza sentada perto da fogueira sozinha. Ele tenta disfarçar, e vai pegar um pouco de água na mochila. Ele se senta perto da fogueira também. A música "Velha Infância - OutroEu" começa a tocar.

MATHEUS: Pensei que ia estar acompanhada. 

TEREZA: Sinto muito se você perde o seu tempo pensando sobre o que eu estou ou não fazendo com a minha vida. 

MATHEUS: Quando foi que a gente deixou de ter algo muito bom e passou a ser isso?

TEREZA: A verdade é que a gente já começou com prazo de validade.

MATHEUS: Por qual motivo você acha que a gente tinha prazo de validade?

TEREZA: Por qual motivo você achava que a gente não tinha?

MATHEUS: Você é uma pessoa difícil de conversar.

TEREZA: Não sou uma pessoa difícil de conversar, eu apenas não estou disposta a tentar entender o motivo de um relacionamento que tinha recém começado ter terminado sendo que eu sei muito bem o motivo.

MATHEUS: E qual foi o motivo?

TEREZA: Você ser um babaca como todos os homens desse planeta. Acho que está no DNA. 

MATHEUS: Agora o culpado fui eu?

TEREZA: Foi você quem veio com um ciúme idiota de eu ter saído sem avisá-lo. E para piorar, acreditou que eu estava te traindo com a sua prima. Eu sei que a gente se conheceu não faz muito tempo, mas eu acredito que o primeiro passo para um relacionamento dar certo é a confiança. 

MATHEUS: E você vai me julgar o resto da vida por ter cometido um erro?

TEREZA: Eu gosto muito de você, mas não estou disposta a tentar mais uma vez. Eu nunca quis um relacionamento e fiquei feliz quando te conheci e estava vivendo algo que nunca imaginei, mas acabou.

MATHEUS: Você desiste fácil assim das coisas que quer?

TEREZA: Eu desisto fácil de pessoas que me decepcionam. Eu sempre fui vista como uma pessoa difícil por fazer o que eu quero e nunca acreditar em palavras bonitas, e é assim que eu vou continuar sendo. Antes de qualquer coisa, eu vou me fazer feliz. 

MATHEUS: Eu entendo você. Queria ter essa visão das coisas, mas não posso. Queria ter a certeza que eu vou viver me fazendo feliz até achar alguém que me transborde. Que seja minha companheira e melhor amiga. Era isso que eu estava sentindo com você, e me desculpe se estraguei tudo com a minha insegurança.

TEREZA: Você não precisa se desculpar. Os seres humanos são complicados. Todos.

MATHEUS: É... 

TEREZA se levanta: Eu vou tentar dormir. Boa noite!

MATHEUS: Boa noite! Até amanhã.

TEREZA: Até amanhã. 

Tereza passa por Matheus e lhe dá um beijo na testa.

TEREZA: Você continua sendo especial pra mim. 

MATHEUS emocionado: Eu acho que você é a primeira pessoa por quem me apaixonei nessa vida.

Tereza sorri e vai pra barraca. CORTA PARA:

CENA 4 - INT. / MORRO/NIGHT CLUB - NOITE.

No camarote, Manuela e Caroline estão dançando junto com Márcio, e de longe, Catarina olha com raiva. 

MANUELA: Vamos no banheiro?

MÁRCIO: Vamos aqui mesmo! 

Os dois vão em um canto e preparam duas carreiras de cocaína. Sem esperarem, Caroline se aproxima.

CAROLINE: Eu também quero!

MANUELA surpresa: Ficou louca?

CAROLINE: É quanto? Eu pago!

MÁRCIO: Assim você me ofende! Parceira da minha gata é parceira minha também.

Os três cheiram juntos. Catarina se aproxima, mas Manuela impede que ela chegue perto de Márcio.

MANUELA: O que você quer perto dele?

CATARINA: Eu quero ver até quando vai esse amor todo.

MANUELA: Se você não sair daqui agora eu vou ser obrigada a te tirar pelos cabelos. 

CATARINA: Experimenta!

MÁRCIO: O que você está acontecendo aqui?

Manuela encara Catarina. CORTA PARA:

CENA 5 - EXT. / CARRO - NOITE.

Nádia e Flávia estão na estrada enquanto conversam sobre o ocorrido na boate.

FLÁVIA: Você entende quando eu falo que não conheço mais a minha filha?

NÁDIA: O que você acha que ela estava fazendo lá?

FLÁVIA: A mesma coisa que a gente? Tentando fugir um pouco da nossa realidade. 

NÁDIA: Mas desde quando você sabe que ela frequenta lugares assim?

FLÁVIA: Na verdade eu nunca imaginei a Caroline num lugar como aquele. E também não vi nenhum dos amigos dela lá.

NÁDIA: Será que ela não está envolvida com alguém que está fazendo a cabeça dela?

FLÁVIA: A verdade é que desde quando ela terminou com o Leonardo eu não sei mais o que se passa na cabeça dela. Acho que falta é um pouco de maturidade e uns tapas. Sempre teve tudo o que queria nas mãos, e quando perdeu o pai jogou todas as frustrações nas minhas costas. 

Nesse momento, Nádia que está dirigindo para o carro e assusta Flávia.

NÁDIA aponta para um barzinho de esquina: É lá que vamos beber, rir e esquecer dos problemas. Não é o que a gente planejou, mas pelo menos é alguma coisa.

FLÁVIA: Eu não sei se quero...

NÁDIA interrompe Flávia: Não tem que querer! Vamos sentar, beber e voltar pra casa só de manhã!

Nádia estaciona o carro. CORTA PARA:

CENA 6 - INT. / MORRO/NIGHT CLUB - NOITE. 

Caroline se aproxima de Márcio e Manuela. 

CAROLINE: Foi essa garota que me disse que estavam no banheiro quando cheguei. Você conhece?

MANUELA: Claro que sim! E ela fez de propósito por não aceitar te perder Márcio.

MÁRCIO ri: Como vai perder algo que nunca teve? Se enxerga. 

CATARINA: Você precisa escutar o que eu tenho pra dizer! Tenho certeza que vai amar!

MÁRCIO levanta a camiseta e mostra a pistola que está carregando: Você quer sair por bem ou prefere que seja de outro jeito?

CATARINA: Isso não vai ficar assim!

MANUELA: Vai tarde!

Catarina sai com raiva. CORTA PARA:

CENA 7 - EXT. / BAR - NOITE. 

Apenas com som ambiente vimos Nádia e Flávia conversando, bebendo e esquecendo um pouco dos problemas. Em determinado momento, o dia amanhece e elas se preparam para sair do bar que já está fechando. Cambaleando, as duas se sentam em uma praça ali perto e tentam acender um cigarro, deixando bem claro ser algo que não estão acostumadas a fazer. CORTA PARA:

CENA 8 - EXT. / MORRO/FRENTE DA NIGHT CLUBE - DIA.

O dia já amanheceu. Manuela, Caroline e Márcio se preparam para ir embora juntos. O som ainda ambiente, sem ouvirmos as vozes dos personagens, mas entendendo tudo o que está acontecendo. Em determinado momento, Caroline pensa em ir embora, mas acaba pegando o rumo junto de Márcio e Manuela. CORTA PARA:

CENA 9 - EXT. / CACHOEIRA DA CIRENAICA - DIA.

Na barraca, vimos Juliano e Renato dormindo juntos, mas não abraçados. Em certo momento, vimos Renato olhando para Juliano e seus olhos enchendo de lágrimas. Juliano se mexe e Renato finge estar dormindo. Juliano, não muito tempo depois, acorda e sai da barraca. CORTA PARA:

CENA 10 - EXT. / CACHOEIRA DA CIRENAICA - DIA.

Ainda com som ambiente, vimos a turma de jovens preparando a comida. O tempo passa e a tarde se aproxima. Matheus ainda não saiu da barraca. Todos conversam entre si e vimos o tempo passar. 

TEREZA: Alguém falou com o Matheus hoje? 

TADEU: Acho que ele ainda está dormindo.

TEREZA: Não é estranho ele estar dormindo até esse horário? É quase três da tarde.

Tereza se levanta e vai até a barraca de Matheus.

TEREZA: Matheus? 

Ninguém responde. CORTA PARA:

CENA 11 - EXT. / MORRO/CASA DE MÁRCIO - DIA.

Márcio chega em casa e vai direto abrir uma cerveja. Caroline senta no sofá e Manuela vai ligar o som. Márcio pega seu celular e percebe que tem diversas mensagens de Catarina.

MÁRCIO: Adivinha quem mandou várias mensagens?

MANUELA: Catarina? Se for, deixa eu ver.

MÁRCIO: Não, deixa que eu vejo! Deve ser me torrando a paciência pela dor de cotovelo que deve estar sentindo.

MANUELA nervosa: Deixa que eu vejo! Você não vai perder seu tempo lendo as mensagens dela né? Enquanto isso você abre uma cerveja pra mim!

MÁRCIO desconfiado: Até parece que você está com medo de algo que ela pode ter me mandado.

MANUELA: Medo? Ficou louco?

Nesse momento, Márcio desbloqueia o celular e lê as mensagens dizendo que Renato é gay e está passando um final de semana com um rapaz, e Manuela sendo cúmplice o ajudando a esconder a relação. Nesse momento, Márcio se transforma e dá um soco na mesa. 

MÁRCIO: Que história é essa de que meu irmão é viadinho?

Manuela fica sem reação. CORTA PARA:

FIM DO CAPÍTULO 24

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.