Com personagens carismáticos e roteiro bem estruturado, Fate: The Winx Saga merece uma segunda temporada


Não acompanhei o desenho das Winx, mas mergulhei de cabeça na série original da Netflix, que conta a história com a liberdade criativa de não ser totalmente fiel à obra original - e algumas vezes, isso é um ponto muito positivo quando se trata de uma adaptação.  

Fate: The Winx Saga começa morna, mas já no final do primeiro episódio mostra que é muito mais que uma adaptação sobre fadas, se revelando um dos melhores lançamentos da Netflix nos últimos meses. Seu roteiro é muito estruturado e os roteiristas souberam desenhar a trama de uma forma em que eles sabiam o que queriam entregar nos seis episódios que compuseram a primeira temporada. A escolha do elenco e os personagens carismáticos também ajudaram no resultado final.

O fato de todo episódio começar de onde o anterior terminou, fez com que a experiência de assistir a série fosse mágica, como se estivéssemos assistindo um filme. E o que falar sobre o último episódio? Mesmo deixando pontas soltas para uma possível segunda temporada, tudo terminou incrivelmente redondo após muitas reviravoltas e uma season finale de tirar o fôlego. 

Aguardo ansiosamente notícias concretas de que iremos acompanhar mais dessa turma no próximo ano. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.