As cinco+ de Sandy - Sim

 


A segunda edição da coluna As cinco+ do ano traz o Sim de Sandy, lançado há quase oito anos. A cantora que completou 38 anos no último dia 28, em seu segundo álbum, trouxe uma sonoridade diferente do Manuscrito, álbum reflexivo que foi o início de sua carreira solo. 

Já completamente apaixonado por Sandy solo, Sim foi um dos álbuns que eu mais vivi intensamente. Desde o lançamento até a turnê, sendo a primeira vez que pude assistir Sandy em cima do palco e conhece-la em seu camarim. Esse projeto foi o que me permitiu realizar diversos sonhos, e por isso, após um tempo sem ouvi-lo, a sensação era que eu estava ouvindo pela primeira vez ao mesmo tempo que lembrava do quanto eu era apaixonado por suas músicas.

A primeira faixa é Morada, música linda demais e que também deve ser a favorita de muitos fãs. A letra escrita por Sandy, Lucas e Tati Bernardi ganhou projeção nacional quando foi incluída em duas trilhas sonoras da Rede Globo. Ela não é a minha favorita master, mas com certeza está no meu top5. 

Seguimos com Segredo, UMA DAS MELHORES MÚSICAS DA CARREIRA SOLO DE SANDY E TAMBÉM SUPER INJUSTIÇADA POIS EU SEMPRE IMAGINEI UM CLIPE INCRÍVEL PRA ELA. E acho também que essa música representa muito o que a gente vive diariamente. Juro que essa música mexe comigo desde quando foi lançada em 2012 no EP que antecedeu o álbum, e nada mudou. Me arrepia a alma!

Seguimos com Ponto Final, a música mais agitada do álbum. Lembro que quando Sandy cantou a música pela primeira vez em um show antes de lançar, foi amor à primeira ouvida. Por muito tempo, Ponto Final era o auge do show onde ela ia até o chão, e quando a escuto são momentos incríveis que vem na minha cabeça. Não tinha como deixar de fora!

E vamos de mais uma música injustiçada desse álbum. Refúgio também é um caso parecido com o de Segredo, e acho uma das músicas mais lindas da discografia solo de Sandy, por tanto, por algum motivo ela cantou pouquíssimas vezes em show e em nenhuma delas eu estava. Refúgio é a minha música favorita do álbum desde o seu lançamento.

E para finalizar, Sim, música que dá nome ao projeto e que mexe comigo de uma maneira incrível. Sua letra positiva me faz lembrar de momentos que vivi com amigos que moram em Porto Alegre/RS, e também de uma fase em que eu era adolescente e muito sonhador - época em que o álbum foi lançado. Cantávamos a plenos pulmões e ela sempre falou muito comigo. Ainda hoje, no show, é um dos meus momentos favoritos, pena que nos últimos shows antes da pandemia ela foi descartada. Inclusive, a turnê Meu Canto, foi o auge da interpretação dessa música. Arrepia!

Agora me contem, qual a música favorita do álbum Sim de Sandy? Já conheciam esse projeto? Se não, corre para ouvir no spotify. Abaixo a playlist com as minhas cinco músicas favoritas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.