Vitor Kley foge de sua zona de conforto em A Bolha, seu novo álbum de estúdio


AVALIAÇÃO: ★★★★

Foi em um Música Boa Ao Vivo que eu passei a olhar para o Vitor Kley com outros olhos. Cativante, o cantor conseguiu me levantar do outro lado da tela e me fez querer saber mais sobre a sua carreira. Eu já tinha ouvido algumas coisas, mas sem aquela atenção especial como naquele momento.

A Bolha, seu novo álbum, é como um complemento de tudo o que ele veio fazendo desde o início da carreira, por tanto, se arriscando mais e saindo de sua zona de conforto. Apesar de a maioria das faixas falarem sobre uma garota que o faz sair de órbita, a produção do álbum é rica e complementa as composições mais maduras. Faixa que foge um pouco do romance, O Amor é o Segredo é um dos pontos altos do álbum, assim como a faixa que leva o título do álbum, A Bolha, onde o jovem canta que é "maior que as montanhas/ voo bem mais que um avião/ sou uma pessoa estranha/ dou valor ao que há no coração...", reforçando seu discurso de paz que vem desde quando surgiu na mídia. 

Vitão participa de Jacarandá, single lançado há algum tempo, mas Dúvida, com Jão, roubou o lugar de feat favorito. A faixa com o cantor de Me Beija com Raiva é bem gostosinha, e é uma boa pedida para single. Sem contar que as vozes se encaixaram perfeitamente. 

Vitor Kley fala que A Bolha é o trabalho mais verdadeiro até então, e isso fica evidente. Assim como foi quando o assisti no Música Boa, esse álbum nos faz sentir inúmeros sentimentos bons. E mais uma vez, o sol brilhou para o artista, que vem acertando nos passos da carreira fonográfica. 


Postar um comentário

0 Comentários