Início movimentado e conflitos promissores fazem 'Rock Story' empolgar desde o primeiro capítulo

Lembro que pouco vi de Rock Story na época em que foi exibida, mas acompanhei pelas redes algumas das notícias sobre o enredo. Hoje, pouco mais de 4 anos desde que seu último capítulo foi exibido, comecei a maratona na Globoplay.

Não sei como é o desenvolvimento da trama na íntegra, mas se eu fosse julgar pelos dois primeiros capítulos posso dizer que minhas expectativas estão bem altas para acompanhar os próximos 177 capítulos que tenho pela frente.

Nesse início, destaco Alinne Moraes como Diana, e também a relação conturbada entre Gui (Vladimir Brichta) e Zac (Nicolas Prattes), que já nos pega no primeiro capítulo quando o jovem precisa ir morar com o pai que nunca conheceu. Além desses personagens terem bons conflitos, tudo melhora quando o caminho de Gui cruza com o de Júlia (Nathalia Dill), que é enganada pelo namorado e se torna uma fugitiva da polícia.

Comecei a maratonar novelas faz pouco tempo, mas posso dizer que os dois primeiros capítulos de Rock Story são uns dos melhores que assisti, deixando até mesmo algumas novelas das nove no chinelo. A trilha sonora também é outro ponto positivo. Espero que a trama segure as pontas e não perca a potência desse início.

'Ginny e Georgia' prende a atenção com mistura de trama adolescente e policial

Basta alguns minutos do episódio piloto de Ginny e Georgia para a gente se encantar por Georgia, uma mulher que teve sua primeira filha aos 15 anos e teve que tomar decisões para proteger a si mesma e a criança. Hoje, com uma filha adolescente e uma criança de 9 anos, ela não deixa transparecer suas dores e faz de tudo para protege-los. 

Após o marido morrer e ela se mudar mais uma vez, parece que encontraram o lugar perfeito para criarem raízes. Eu entendo que em um primeiro momento, Ginny toma atitudes bem irritantes, mas a personagem - que é uma adolescente - cresce na trama e conseguimos nos apaixonar por ela também. 

Outro destaque é Max, uma garota descolada que se torna a melhor amiga de Ginny. Ela é responsável por grandes momentos da primeira temporada e a atriz está muito à vontade no personagem. Desde o primeiro momento, Max se destaca e ganha o mesmo peso que as protagonistas. 

Abordando todos os temas clichês de uma série adolescente, temos também a abordagem do passado de Georgia e toda a explicação do caminho que ela percorreu até o presente. Apesar de ser uma personagem engraçada, tem forte carga dramática. E mesmo com atitudes suspeitas, não conseguimos torcer contra. 

A série consegue desenvolver bem os personagens ao decorrer dos 10 episódios, mas também termina com muitas pontas soltas e que, saindo do óbvio, podem ser muito boas para o desenvolvimento da série em sua próxima temporada.

Intuitiva, Manu Gavassi lança 'sub.ver.si.va' e mostra mais um pouco do MG4

Quando escrevi sobre a nova fase de Manu Gavassi, ainda não tinha sido nenhum single. Hoje, escrevendo esse texto, ela acaba de lançar a segunda faixa de seu quarto álbum de estúdio.

Subversiva (estilizado sub.ver.si.va) é bem diferente do single anterior, mas ainda assim segue o mesmo estilo, sendo apenas um pouco mais comercial. Por tanto, convenhamos que quem imaginava Manu em uma fase mais introspectiva, acertou. 

Acompanho a Manu desde quando ela se lançou na Capricho, e nada do que ela está fazendo agora é diferente do que eu esperava como fã do seu trabalho. Gavassi não quis ir na onda do grande sucesso midiático para bombar na música, e ao que parece, seu novo trabalho irá continuar tendo a sua identidade e sem música chiclete para ter um número considerável de streams - e ser considerado hit pelo povo da internet. 

Confesso que estou apaixonado pela nova música, assim como eu fiquei com a primeira, que segue firme como número 1 das minhas playlists. Estou bem animado com o que vem nesse álbum e acredito que teremos uma artista mais desprendida e fazendo um trabalho mais experimental, se arriscando mais - como ela já havia feito em seus dois últimos EPs. Espero ansiosamente os próximos passos de Manu Gavassi, e também espero que ela não suma mais das redes. A fandom agradece.

AVALIAÇÃO: ★★★★ (4,0)

 

A emoção que foi viver a 'Nossa História' de Sandy e Junior


Foi em 2003 que eu comprei o primeiro álbum de Sandy e Junior por livre e espontânea vontade, mas lembro perfeitamente de ouvi-los desde o Era Uma Vez... (1998) por conta de minha irmã. Depois disso, acompanhei a carreira da dupla de longe, sem ter a oportunidade de ir em um show por ser de uma cidade do interior de Santa Catarina - e viajar, para os meus pais, não havia nenhuma possibilidade.


O tempo passou e eu cresci. Na separação, não senti o impacto por não entender a dimensão do que era Sandy e Junior, já que curtia as músicas, mas nunca me tornei aquele fã, até pela idade. Em 2010 veio a carreira solo de Sandy e o sentimento que estava adormecido voltou com tudo, e eu me identifiquei ainda mais com aquele trabalho - e agora com a internet e mais velho, me interessei ainda mais pelo que ela também havia feito no passado. 


Sandy e Junior era algo surreal para mim, e eu sempre comentei que a Sandy que eu via naqueles vídeos parecia ser uma outra pessoa, e não aquela do qual eu estava mais familiarizado. E quando tiveram os boatos de uma suposta turnê, eu não acreditei, sempre achei que ver eles como dupla em um palco, era completamente fora de cogitação. Mas a turnê veio e foi surreal a sensação de quando tudo foi confirmado. Era a realização de um sonho até então impossível.


Assistindo ao documentário A História, lançada exclusivamente no Globoplay, eu entendo perfeitamente o carinho que eu criei por esses dois artistas. Assim como as pessoas que são próximas dos artistas costumam falar, nós fãs também sentimos o quanto eles são reais - mesmo a mídia tentando provar o contrário os menosprezando como artistas e pessoas.


O documentário é importante para ouvir o outro lado e entender o que rolava nos bastidores - e que a gente imaginava saber apenas pelas manchetes sensacionalistas de revistas de fofoca, e entender um pouco mais como tudo isso contribuiu para Sandy e Junior serem o que são hoje. 


Sandy, sempre como a eterna virgem, enquanto Junior tinha que lidar com questões sobre a sua sexualidade, além de ser taxado como a sombra da própria irmã. E é no quarto episódio que a gente entende o quanto a carreira precoce que tiveram poderia ter dado muito errado se não fosse a família, e todo o suporte que tiveram. Notícias que, para mim, eram inéditas, como a mídia alegando que Junior tentou suicídio por Sandy estar pensando em acabar com a dupla, mostram que quando um artista fala que a fama é a parte ruim de ser famoso, não é brincadeira. Eles eram crianças nessa época.


Hoje, revendo o documentário e o show, me fez sentir toda a emoção que eu senti em 2019. A realização do sonho que foi vê-los em cima do palco numa noite chuvosa em Curitiba/PR, e que recentemente completou dois anos. Ver que nem toda a maldade da mídia conseguiu atrapalhar dois seres humanos talentosos e que marcaram uma geração.

As primeiras impressões sobre a 3ª temporada de 'Sex Education'


Depois de uma longa espera, temos novos episódios de Sex Education para maratonar durante esse final de semana todinho.

Ao julgar pelo primeiro episódio, a série vem com todos os ingredientes das temporadas anteriores e promete valer o tempo que esperamos por esse retorno. A série sempre foi feliz em abordar diversos temas que são tabus, e não vai ser diferente aqui.

O primeiro episódio serviu para entendermos como ficou a vida dos personagens depois da última season finale, e acabou que todos tiveram tempo de tela. Convenhamos que Otis e Eric foram mais uma vez os destaques, e infelizmente Maeve ficou um pouco em segundo plano nessa estreia, mas ainda assim pudemos entender que ela está sofrendo com a  ausência da mãe e de Otis em sua vida.

Não sei mais o que espero do casal que deveria ser o protagonista. Acho que tudo deve ser explicado, mas são três temporadas no chove e não molha que eu não sei mais se eu torço para que eles virem um casal. Acho que deviam investir em uma amizade e encontrar um outro par para Maeve, ou então deixá-la sozinha mesmo. 

Adam se mostrou estar tentando mudar o seu jeito, e muitos torcem o nariz para o personagem por tudo o que ele fez, mas consigo ver com outros olhos as atitudes do rapaz, sendo que cresceu em uma casa infeliz onde descontava todas as frustrações nas pessoas ao seu redor, e não devemos esquecer que estamos falando de um adolescente, mesmo parecendo que ele é um adulto pelo seu porte. E sinceramente? Eu lembro de muitos Adam's no meu colégio. O da série pelo menos está se aceitando e tentando mudar. 

Para finalizar, a diretora nova parece ter vindo toda fofinha para ajudar os alunos, mas acredito que por de trás daquele rostinho tem algo que se esconde. Tanto que ela usou a informação de Otis para destruir o banheiro, e também confundiu Adam e Jackson, acho que é um ponto importante para ser observado. Aliás, essa cena me pegou de surpresa pois era uma parte importante do cenário e eu senti quando ele foi destruído, mas vou seguir a maratona para entender o que tudo isso nos reserva lá na frente. 

'Espelho da Vida' e algumas semelhanças com 'Além do Tempo'


Terminei recentemente a maratona de Espelho da Vida, e apesar da trama apresentar um início lento e alguns altos e baixos durante os 160 capítulos, a trama terminou como uma das melhores novelas das seis que eu já assisti. Elizabeth Jhin foi corajosa ao abordar uma trama com viagens no tempo.

Outra trama da autora estava na minha lista de maratonas futuras, mas a coloquei como prioridade e comecei a maratona em seguida. Se trata de Além do Tempo, novela exibida em 2015. E apesar de estar curtindo a trama protagonizada por Alinne Moraes, estou achando o início tão lento quanto Espelho da Vida, além de inúmeros personagens carregados de amargura, um tom pesado.

As duas primeiras semanas são praticamente sobre Emília (Ana Beatriz Nogueira) tentando manter Lívia (Alinne Moraes) longe da Condessa Vitória (Irene Ravache), sua avó. Além de alguns coadjuvantes sendo apresentados durante os capítulos, o que faz com que a trama central seja o foco apenas no início e final do capítulo, algo que foi muito criticado em Espelho da Vida

A conclusão que eu tenho acompanhando uma trama seguida da outra, é que as críticas eram pelo fato de uma abordar o espiritismo de forma mais real, enquanto a outra saia do convencional e apostava nas viagens no tempo, e isso só é interessante quando abordado em séries americanas, quando feito aqui sofre rejeição.

Audiências e Comparativos: Novelas da Globo batem recorde negativo


AUDIÊNCIAS

Nesta semana não tivemos grandes mudanças em relação aos números de audiência, por tanto, tivemos alguns recordes negativos. Na Rede Globo, TiTiTi se mantém nas tardes da Globo com audiência razoável. Em seguida, Malhação Sonhos é prejudicada por conta do feriado, assim como Nos Tempos do Imperador que bateu recorde negativo nesta semana, acendendo o sinal vermelho na emissora. Verdades Secretas também teve queda em relação à semana anterior.



Diferente da Rede Globo, na Record TV as novelas mantiveram seus índices na média estipulada pela emissora. Prova de Amor repetiu seu recorde semana, enquanto Gênesis caminha para a reta final sem marcar os altos índices de suas primeiras semanas, mas mantendo um público fiel.


Na emissora do Silvio Santos, o público fidelizado da tarde mantém as novelas com ótima audiência e acima da média. Esta semana, mesmo com feriado, não foi diferente. A única novela que está abaixo do esperado é Chiquititas, reprise que já se aproxima de seu final.


COMPARATIVOS


Meta para o horário: 15 PONTOS

Média semanal: 13.80

Média geral até o capítulo 120
Ti Ti Ti – 14.43
Laços de Família – 18.37
Êta Mundo Bom! (finalizada no cap. 100) – 21.65
Avenida Brasil – 17.58
Por Amor (finalizada no cap. 118) – 17.79
Cordel Encantado (finalizada no cap. 77) – 15.97
Belíssima – 13.75
Celebridade – 13.88
Senhora do Destino – 17.18
Cheias de Charme – 16.58


Meta para o horário: 17 PONTOS

Média semanal: 14.20

Média geral até o capítulo 164
Sonhos [reprise] – 16.15
Viva a Diferença [reprise] – 19.12
Toda Forma de Amar – 18.13
Vidas Brasileiras – 16.77
Viva a Diferença – 20.69
Pro Dia Nascer Feliz – 18.39
Seu Lugar no Mundo – 15.38
Sonhos – 14.47
Casa Cheia – 13.60
Intensa como a Vida – 14.27



Meta para o horário: 20 PONTOS

Média semanal: 16.33 (recorde negativo)

Média geral até o capítulo 30
Nos Tempos do Imperador – 17.63
A Vida da Gente [reprise] – 19.97
Flor do Caribe [reprise] – 20.27
Novo Mundo [reprise] – 19.23
Éramos Seis – 20.97
Órfãos da Terra – 21.13
Espelho da Vida – 19.23
Orgulho e Paixão – 21.50
Tempo de Amar – 22.53
Novo Mundo – 22.10


Meta para o horário: 25 PONTOS

Média semanal: 21.17 (recorde negativo)

Média geral até o capítulo 48
Pega Pega [reprise] – 22.35
Haja Coração [reprise] – 25.25
Totalmente Demais [reprise] – 28.63
Salve-se Quem Puder – 28.58
Bom Sucesso – 29.71
Verão 90 – 23.90
O Tempo Não Para – 26.96
Deus Salve o Rei – 25.29
Pega Pega – 28.10
Rock Story – 23.17



Meta para o horário: 30 PONTOS

Média semanal: 27.83

Média geral até o capítulo 132
Império [reprise] – 27.15
A Força do Querer [reprise] – 29.20
Fina Estampa [reprise] – 33.46
Amor de Mãe (finalizada no cap. 125) – 30.87
A Dona do Pedaço – 35.17
O Sétimo Guardião – 28.57
Segundo Sol – 32.67
O Outro Lado do Paraíso – 37.17
A Força do Querer – 34.14
A Lei do Amor – 26.45


Meta para o horário: 6 PONTOS

Média semanal: 6.80

Média geral até o capítulo 84
Prova de Amor – 5.55
Belaventura (finalizada no cap. 61) – 4.48
Escrava Mãe – 5.40
A Escrava Isaura – 6.38
Bela, a Feia – 6.67
Luz do Sol – 6.10
Ribeirão do Tempo – 5.88
Amor e Intrigas – 6.44
Prova de Amor – 5.31


Meta para o horário: 12 PONTOS

Média semanal: 11.80

Média geral até o capítulo 169
Gênesis – 12.37
Jesus [reprise] – 6.08
O Rico e Lázaro [reprise] – 6.48
Jezabel (finalizada no cap. 80) – 7.39
Jesus – 9.75
Apocalipse (finalizada no cap. 155) – 8.04
O Rico e Lázaro – 10.04
A Terra Prometida – 14.44
Os Dez Mandamentos: 2ª Temp. (finalizada no cap. 66) – 15.56
Os Dez Mandamentos – 16.14


Meta para o horário: 8 PONTOS

Média semanal: 6.40

Média geral até o capítulo 13
Quando Chama o Coração – 7.61
Topíssima [reprise] – 6.85
Apocalipse [reprise] – 6.15
Amor sem Igual – 7.62
Topíssima – 8.38
A Terra Prometida [reprise] – 10.00
Os Dez Mandamentos [reprise] – 6.88
Belaventura – 7.31
A Escrava Isaura [reprise] – 10.54
Escrava Mãe – 12.31


Meta para o horário: 6 PONTOS

Média semanal: 7.40

Média geral até o capítulo 79
Coração Indomável – 7.38
Triunfo do Amor – 5.84
O Que a Vida me Roubou – 5.89
Meu Coração é Teu – 6.23
A Que Não Podia Amar – 6.77
Teresa – 5.56
Que Pobres tão Ricos (finalizada no cap. 70) – 5.80
Coração Indomável – 7.37
Sortilégio (finalizada no cap. 76) – 5.86
No Limite da Paixão – 5.35


Meta para o horário: 6 PONTOS

Média semanal: 7.40

Média geral até o capítulo 155
Amores Verdadeiros – 7.34
Quando me Apaixono – 6.81
Betty, a Feia em Nova York (finalizada no cap. 137) – 6.23
Abismo de Paixão (finalizada no cap. 121) – 6.49
A Dona (finalizada no cap. 106) – 7.11
Carrossel (finalizada no cap. 152) – 6.38
Amanhã é para Sempre (finalizada no cap. 120) – 7.31
Um Caminho para o Destino (finalizada no cap. 135) – 6.93
O Que a Vida me Roubou – 6.65
A Gata (finalizada no cap. 126) – 8.19


Meta para o horário: 10 PONTOS

Média semanal: 5.83

Média geral até o capítulo 321
Chiquititas [reprise] – 6.79
As Aventuras de Poliana – 12.63
Carinha de Anjo – 10.46
Cúmplices de um Resgate – 10.92
Chiquititas – 10.77
Carrossel (finalizada no cap. 310) – 12.36
Corações Feridos (finalizada no cap. 93) – 4.63
Amor e Revolução (finalizada no cap. 204) – 4.76
Uma Rosa com Amor (finalizada no cap. 145) – 6.00

As trilhas com Ana Carolina

 

Ana Carolina é uma das maiores artistas da música popular brasileira. Desde quando lançou seu primeiro álbum autointitulado, em 1999, a artista viu suas músicas serem muito requisitadas para estarem em trilhas sonoras de novelas.

Tudo começou em 1999, quando emplacou três músicas de seu primeiro álbum em novelas da Rede Globo. Garganta podia ser ouvida em Andando nas Nuvens, e Tô Saindo em Vila Madalena. No ano seguinte emplacou Nada Pra Mim na temporada 2000 de Malhação.

Em 2001, Ana lançou Ana Rita Joana Iracema e Carolina, seu segundo álbum, emplacando mais três músicas em trilhas sonoras. Um dos maiores sucessos da carreira da artista, Quem de Nós Dois, foi incluída na trilha de Um Anjo Caiu do Céu. Em Filhas da Mãe, substituta de Um Anjo Caiu do Céu, Ela é Bamba foi incluída na trilha como tema de Rosalva, personagem de Regina Casé. Também fez parte da trilha do filme Amores Possíveis, com a canção Velas e VentoNo ano seguinte, Confesso fez parte de Coração de Estudante, novela do horário das seis da Rede Globo.

Ana Carolina estava cada vez mais popular e suas músicas cada vez mais bombadas nas rádios. Em 2003, ela lança Estampado, seu terceiro álbum de estúdio e o maior sucesso de sua carreira. A primeira música de Ana Carolina no horário nobre da Rede Globo foi Encostar na Tua, em Celebridade, trama de Gilberto Braga. No ano seguinte, emplacou Vox Populi em Seus Olhos, novela do SBT, além de emplacar Nua e Uma Louca Tempestade em Como Uma Onda e Senhora do Destino, respectivamente, essa última também no horário nobre da emissora.

Dois anos após lançar seu terceiro álbum de estúdio, Ana Carolina ainda colhia os frutos de seu sucesso. Em 2005, a faixa Pra Rua Me Levar foi incluída na trilha de América, trama de Gloria Perez protagonizada por Deborah Secco.

Em 2007, a cantora lançava seu quarto álbum de estúdio, Dois Quartos. Desse trabalho emplacou Carvão em Paraíso Tropical, e Aqui em Desejo Proibido. Em 2008, Sinais de Fogo foi tema dos protagonista de Chamas da Vida, novela da Record TV.

Em 2009, ano em que completou dez anos de carreira, Ana Carolina lançou Nove, seu quinto álbum de estúdio, além de um álbum ao vivo com convidados. O trabalho não obteve o mesmo êxito dos anteriores, mas ainda assim, Ana conseguiu emplacar duas músicas em trilhas naquele ano, sendo apenas 10 Minutos, do repertório do seu álbum, incluída na trilha de Tempos Modernos. A outra é a gravação de Um Dia de Domingo, faixa que contou com a participação de Celso Fonseca e foi incluída na trilha de Caras e Bocas, novela de Walcyr Carrasco

No ano seguinte, Ana Carolina emplacou a música Resta na trilha de Passione. Mais Que a Mim, faixa com a participação da cantora Maria Gadú, entrou em Araguaia. As duas faixas fazem parte do projeto Nove lançado no ano anterior para comemorar os dez anos de carreira.

Dois anos sem lançar álbum, Ana Carolina lançou o álbum ao vivo Ensaio de Cores, de onde Problemas foi retirada para integrar a trilha de Fina Estampa. A faixa Simplesmente Aconteceu ganhou uma versão em estúdio e esteve na trilha do remake de Guerra dos Sexos. Leveza de Valsa esteve na trilha do filme Meu País, a faixa até então inédita, viria a ser lançada dois anos depois por Ana Carolina em #AC, seu sexto álbum de estúdio.

De seu sexto álbum de estúdio, Ana Carolina emplacou Luz Acesa em Flor do Caribe e Combustível em Amor à Vida.

Em 2014, Ana Carolina foi convidada por Manoel Carlos para gravar o tema de abertura de Em Família, sua última novela. A canção era Eu Sei Que Vou Te Amar, de Tom Jobim, que mais tarde foi incluída no repertório de seu sexto álbum, #AC, que ganhou uma versão deluxe.

Mesmo sem lançar trabalho inédito há dois anos, Ana Carolina emplacou Esperta, faixa de seu sexto álbum, na trilha de Babilônia. Nesse mesmo ano, regravou Coisas para a trilha de I Love Paraisópolis, e Coração Selvagem para a trilha de A Regra do Jogo, ambas as faixas entraram no repertório do álbum #AC Ao Vivo, lançado em 2015.

Em 2016, mesmo sem lançar mais álbuns, a cantora emplacou Se Manca na trilha de Êta Mundo Bom, novela de Walcyr Carrasco, e em 2019, Quem de Nós Dois ganhou uma nova versão e foi tema de abertura da novela Topíssima, da Record TV.

Em 2019, Ana Carolina lançou seu sétimo álbum de estúdio, Fogueira em Alto Mar, por tanto, meses depois ocorreu a pandemia do Corona-vírus e logo as novelas inéditas foram suspensas, então até o momento não tivemos mais Ana Carolina nas trilhas.

Nostalgia lembrar de tantos sucessos né? E pra tornar a experiência mais incrível, confira a playlist que preparei com todas essas músicas! Ouça abaixo:

Você já ouviu esses lançamentos da semana?

Toda sexta-feira somos presenteados com lançamentos musicais do mundo inteiro. Alguns artistas optam por lançar até um pouco antes, mas sexta é quando temos a atualização das playlists das plataformas, o que faz com que além dos lançamentos que aguardamos, a gente descubra novos sons também. Eu amo.

Ontem no meu intervalo do trabalho estava ouvindo as novidades da semana, e acabei conhecendo algumas músicas lançadas e me apaixonando de cara. Com isso, vim aqui listar alguns desses lançamentos que você pode se apaixonar assim como eu. 

A primeira é a parceria entre Elana Dara e Vitor Kley, O amor não eh pra mim,  composta pela cantora, a faixa é um dueto onde os jovens cantam sobre a dificuldade em manter um relacionamento amoroso, já que hoje em dia muitas pessoas querem um relacionamento mas não o compromisso de um. 

Apesar de ser sobre não achar a pessoa certa, a música também é sobre sonhar e não perder a fé na vida por não ter uma pessoa ao lado amorosamente. A canção vai crescendo conforme os artistas vão cantando os versos e é viciante. Eu realmente estou apaixonado.

Outra faixa que me pegou de surpresa foi Nada Será Como Antes, conhecida na voz da saudosa Elis Regina. A faixa ganhou uma nova versão com a voz de New Matogrosso, Linn da Quebrada e Edi Rock, que também escreveram novos versos para a faixa, fazendo com que essa nova versão se mostre muito mais atual, e enriquecendo o trabalho que vai além de um cover da versão original. Eu me arrepiei!

Durante essa semana que está terminando, a banda Fresno também lançou uma nova versão de 6h34 (Nem Liga Guria), faixa lançada anteriormente no projeto de Lucas Silveira, Visconde, por tanto, agora lançada oficialmente com um novo arranjo, apesar de respeitar o original, não tendo grandes mudanças. 

Essa música sempre falou comigo de alguma forma, mas que acabou ficando esquecida com o tempo por não estar nos artistas que geralmente ouço. Esse lançamento me fez olhar para a faixa de novo como uma canção inédita, e aqui estou eu todo bobo. 

Agora outro lançamento de sexta foi Cafuné, música de Gabriel Nandes, artista esse que eu acompanho desde que lançou uma parceria com Bruno Gadiol. Cafuné é uma música com um formato mais intimista e uma letra apaixonante, assim como a maioria das músicas de Gabriel

Confesso que fazia um tempinho que eu não me viciava por um lançamento do artista, e isso mudou com Se Eu Me Apaixonar, e agora Cafuné veio para me provar que tudo pode melhorar. Eu realmente acredito que sejam os melhores trabalhos de Gabriel. Ansioso pelo que vem por aí!

Para finalizar, essa semana tivemos lançamento de Giulia Be, Pessoa certa hora errada, canção composta pela própria artista em parceria com Danyel Marinho, a faixa vem após o grande sucesso que foi o EP Solta no ano passado, e o lançamento de Lokko, faixa que a artista ousou e se jogou no POP.

Pessoa certa hora errada me pareceu um complemento do lançamento anterior, apesar de ser um pouco mais calma. Giulia vem descobrindo qual o som quer fazer, e vem fazendo de forma magistral. Seus lançamentos estão cada vez mais singulares e sua voz é o diferencial, tendo um timbre único.  Se eu me viciei em Lokko desde a primeira vez que ouvi, aqui não foi diferente. Eu realmente estou cada vez mais apaixonado pelo trabalho da artista, e muito ansioso pelo seu primeiro álbum.

Audiências e Comparativos: 'Nos Tempos do Imperador' sofre com fuga do público




A partir de hoje, toda a semana teremos a coluna com as audiências das novelas e os comparativos. Decidi resgatar essa coluna do blog O Cabide Fala, que faz um tempo que está fora do ar. Entre segunda e terça, iremos ter os números atualizados das principais novelas da TV aberta.

TITITI: A reprise se aproxima da sua reta final sem conseguir alcançar a meta estipulada pela emissora. A trama, muito pedida pelos fãs, tem a pior audiência do horário desde Belíssima, em 2018.



META PARA O HORÁRIO: 15 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 115:

Ti Ti Ti – 14.46
Laços de Família – 18.32
Êta Mundo Bom! (finalizada no cap. 100) – 21.65
Avenida Brasil – 17.43
Por Amor – 17.70
Cordel Encantado (finalizada no cap. 77) – 15.97
Belíssima – 13.73
Celebridade – 13.87
Senhora do Destino – 17.09
Cheias de Charme – 16.61

MALHAÇÃO SONHOS: A reprise da temporada não mantém os altos índices da reprise de Viva a Diferença, mas ainda assim consegue prender o público e segue com uma audiência razoável. 

META PARA O HORÁRIO: 17 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 159:

Sonhos (reprise) – 16.21
Viva a Diferença (reprise) – 19.10
Toda Forma de Amar – 18.22
Vidas Brasileiras – 16.83
Viva a Diferença – 20.80
Pro Dia Nascer Feliz – 18.35
Seu Lugar no Mundo – 15.31
Sonhos – 14.42
Casa Cheia – 13.57
Intensa como a Vida – 14.23


NOS TEMPOS DO IMPERADOR: A primeira novela inédita desde o início da pandemia, Nos Tempos do Imperador segue com dificuldade de atrair o público. Com um protagonista que está sofrendo certa rejeição, a trama já está inteiramente gravada e não tem muito o que fazer. Diferente de Novo Mundo, nem mesmo o alívio cômico está fazendo com que o público compre a ideia da novela.


META PARA O HORÁRIO: 20 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 24:

Nos Tempos do Imperador – 17.96
A Vida da Gente (reprise) – 19.79
Flor do Caribe (reprise) – 20.04
Novo Mundo (reprise) – 19.04
Éramos Seis – 21.08
Órfãos da Terra – 21.13
Espelho da Vida – 19.42
Orgulho e Paixão – 21.42
Tempo de Amar – 22.75
Novo Mundo – 22.00

PEGA PEGA: A atual reprise das sete vem registrando audiência abaixo do esperado, sendo a menor média desde Verão 90, por tanto, nada para se preocupar, já que essa semana, em alguns momentos, ela se aproximou da meta estipulada pelo horário.


META PARA O HORÁRIO: 25 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 42:

Pega Pega (reprise) – 22.52
Haja Coração (reprise) – 25.38
Totalmente Demais (reprise) – 28.45
Salve-se Quem Puder – 28.10
Bom Sucesso – 29.81
Verão 90 – 23.62
O Tempo Não Para – 27.29
Deus Salve o Rei – 25.24
Pega Pega – 27.93
Rock Story – 23.43


IMPÉRIO: Também se aproximando da reta final, Império foi mais uma reprise que não vingou. A trama de Aguinaldo Silva segue abaixo do esperado e não desperta interesse do público.


META PARA O HORÁRIO: 30 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 126:

Império (reprise) – 27.12
A Força do Querer (reprise) – 28.99
Fina Estampa (reprise) – 33.39
Amor de Mãe (finalizada no cap. 125) – 30.87
A Dona do Pedaço – 35.04
O Sétimo Guardião – 28.49
Segundo Sol – 32.54
O Outro Lado do Paraíso – 37.06
A Força do Querer – 33.90
A Lei do Amor – 26.39

VERDADES SECRETAS: O esquenta pra segunda temporada da série tem audiência morna. Na segunda, onde o capítulo é exibido mais cedo, até conseguiu superar a meta, mas no restante da semana segurou o mesmo índice. 

META PARA O HORÁRIO: 15 PONTOS


GÊNESIS: A novela da Record segue rendendo uma ótima audiência para a emissora. A trama tem a melhor média desde Terra Prometida, que foi ao ar em 2016.



META PARA O HORÁRIO: 12 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 164:

Gênesis – 12.38
Jesus [reprise] – 6.01
O Rico e Lázaro [reprise] – 6.45
Jezabel (finalizada no cap. 80) – 7.39
Jesus – 9.71
Apocalipse (finalizada no cap. 155) – 8.04
O Rico e Lázaro – 10.05
A Terra Prometida – 14.44
Os Dez Mandamentos: 2ª Temp. (finalizada no cap. 66) – 15.56
Os Dez Mandamentos – 15.88

PROVA DE AMOR: Escolhida para recuperar os índices perdidos por Belaventura, Prova de Amor consegue reagir, mesmo estando um pouco abaixo do esperado.


META PARA O HORÁRIO: 6 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 79:

Prova de Amor – 5.47
Belaventura (finalizada no cap. 61) – 4.48
Escrava Mãe – 5.44
A Escrava Isaura – 6.33
Bela, a Feia – 6.63
Luz do Sol – 6.09
Ribeirão do Tempo – 5.87
Amor e Intrigas – 6.43
Prova de Amor – 5.24

CORAÇÃO INDOMÁVEL: Sucesso nas tardes do SBT, a novela é a maior audiência do horário desde a sua última exibição na TV aberta. 


META PARA O HORÁRIO: 6 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 74:

Coração Indomável – 7.38
Triunfo do Amor – 5.78
O Que a Vida me Roubou – 5.89
Meu Coração é Teu – 6.23
A Que Não Podia Amar – 6.77
Teresa – 5.55
Que Pobres tão Ricos (finalizada no cap. 70) – 5.80
Coração Indomável – 7.32
Sortilégio – 5.81
No Limite da Paixão – 5.35

AMORES VERDADEIROS: Reprise também segue fazendo muito sucesso, e apesar de todas as últimas novelas terminarem na média, é a maior audiência do horário desde A Gata, exibida em 2016.



META PARA O HORÁRIO: 6 PONTOS

MÉDIA GERAL ATÉ O CAPÍTULO 150:

Amores Verdadeiros – 7.33
Quando me Apaixono – 6.77
Betty, a Feia em Nova York (finalizada no cap. 137) – 6.23
Abismo de Paixão (finalizada no cap. 121) – 6.49
A Dona (finalizada no cap. 106) – 7.11
Carrossel – 6.36
Amanhã é para Sempre (finalizada no cap. 120) – 7.31
Um Caminho para o Destino (finalizada no cap. 135) – 6.93
O Que a Vida me Roubou – 6.61
A Gata (finalizada no cap. 126) – 8.19

Mion estreia novo 'Caldeirão' com alto astral e espírito jovem

Durante um bom tempo acompanhei o Caldeirão, mas nos últimos anos o formato do programa me incomodava muito. Sensacionalista, já não tinha mais o alto astral dos tempos áureos. Tudo bem, ainda assim alguns quadros ainda me prendiam a atenção quando, por algum motivo, a televisão estava ligada no horário do programa.

Quando Faustão saiu da Globo precocemente e Huck foi anunciado como o seu substituto, o meu e de todo o público, é que ele levasse a choradeira para o domingo. Mas o medo dessa mudança diminuiu um pouco quando Mion foi anunciado como seu substituto aos sábados.

E toda a expectativa criada em torno da estreia de Mion no Caldeirão, não foi em vão. Em sua estreia, Mion estava radiante e o programa foi completamente repaginado, um programa jovem, alto astral com ótimos quadros. E os convidados também fizeram a diferença nesse programa de estreia.

Com toda a certeza, alguns detalhes devem ir se aperfeiçoando com o tempo, como ter sido o primeiro programa com plateia e isso não ter sido citado pelo apresentador, acredito que poderia ter um momento de troca com os que ali estavam assistindo ao programa, mas nada que atrapalhe o resultado final.

O triste é saber que tudo isso tem prazo de validade, já que Mion deve ficar apenas até dezembro na programação - isso se a direção não mudar de ideia, o que eu realmente torço para que aconteça.