Novidades/Postagens Recentes

Mostrando postagens com marcador Day Limns. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Day Limns. Mostrar todas as postagens

Os álbuns que eu mais ouvi em 2021 | parte 2


A segunda parte dos álbuns que eu mais ouvi no ano chegou, e a lista é bem diferente da do primeiro semestre, já que tivemos lançamentos incríveis ao decorrer desse ano. Lembrando que os 10 álbuns que estão nessa lista não foram escolhidos a dedo, e sim por conta do aplicativo Last.FM, que contabiliza todas as faixas que escutamos.

Vamos aos fatos? Confira os 10 álbuns que eu mais ouvi no segundo semestre de 2021:



10º LUGAR: BEIJO DE JUDAS - CAROL BIAZIN

E não é que a Carol Biazin se manteve na lista com a mesma posição. Não tenho nem como dizer ao contrário, mas Beijo de Judas fez parte do meu ano. Nesse segundo semestre, o destaque fica por conta de Raio-X, parceria da cantora com Dilsinho que eu amo.

9º LUGAR: VOU TER QUE ME VIRAR - FRESNO

A banda Fresno lançou recentemente o seu novo álbum, após o bem sucedido Sua Alegria Foi Cancelada, o novo trabalho reforça a força da banda, e ainda trouxe Lulu Santos como convidado de Já Faz Tanto Tempo, uma das minhas músicas favoritas, assim como Casa Assombrada, um dos destaques desse trabalho.

 

8º LUGAR: UNIVERSO INVERTIDO - WANESSA CAMARGO

Lançado em 2020, Universo Invertido segue sendo um dos álbuns que eu mais ouvi no ano e também um dos meus trabalhos favoritos da Wanessa. Faixas como Desiste Não, Cuida de Mim, O Segredo e Nosso Som fizeram parte do meu ano, e certeza que estariam em uma lista com as músicas que mais ouvi nesse ano.

7º LUGAR: BEM-VINDO AO CLUBE - DAY

O primeiro álbum de Day me fez relembrar os velhos tempos. Um tempo em que eu colocava o fone de ouvido na quadra do colégio e fugia da educação física. Sou apaixonado por tantas músicas, mas Inconsequente, Finais Mentem e Isso Não é Amor ganharam meu coração.

 

6º LUGAR: ANTI-HERÓI - JÃO

Anti-Herói do Jão é o único álbum que NUNCA saiu da lista dos álbuns que eu mais ouvi. Sigo apaixonado e dizendo que esse é o álbum da minha vida. Não sei se outro irá ocupar esse lugar tão especial que ele tem pra mim.

5º LUGAR: SOUR - OLIVIA RODRIGO

Já falei que o meu presente de 2021 foi conhecer o trabalho de Olivia Rodrigo casualmente em um vídeo no Youtube. Depois disso, acompanhei os lançamentos dos singles até chegar nesse álbum que eu consumi por muito tempo consecutivamente sem ouvir nada mais, tanto que passaram meses e ele continua firme e forte entre os álbuns que mais escutei no ano.


4º LUGAR: VOCÊ APRENDEU A AMAR? - PRISCILA ALCANTARA

Fiquei muito feliz quando soube que a Priscila iria começar uma nova fase em sua carreira e apostar na música pop. Desde o lançamento de Correntes eu já comecei a me apaixonar por esse trabalho, tanto que Tem Dias que veio meses depois, foi o auge e uma das músicas mais lindas que ouvi esse ano. O álbum também foi uma grande surpresa, e para mim, Oceano e Eu Não Sou Pra Você são as minhas favoritas.

3º LUGAR: GRACINHA - MANU GAVASSI

Eu sou suspeito para falar, mas aqui começa a sucessão de álbuns que foram lançados em 2021 e que realmente fizeram parte do meu ano de uma forma muito especial. Começando por GRACINHA, grito de liberdade de Manu Gavassi que me fez ainda mais fã. Não que eu já não seja desde 2009, mas aqui ela sabe que conseguiu. A faixa-título, Eu nunca fui tão sozinha assim, Tédio, (não te vejo meu), Bossa Nossa, Catarina, CANSEI, são incríveis. O trabalho inteiro incrível. Ele está no meu terceiro lugar e lançou pouco mais de um mês. É sobre isso e tá tudo bem.

2º LUGAR: PIRATA - JÃO

Outro álbum que fez parte do meu ano de forma muito especial foi o terceiro projeto de estúdio de Jão, que sempre consegue colocar em música o que eu sinto - clichê, mas é - e não foi diferente nesse trabalho. Minhas favoritas são Você Me Perdeu, Acontece, Meninos e Meninas, Idiota e Santo. Não vejo a hora de sentir essa experiência ao vivo.


1º LUGAR:  DOCE 22 - LUISA SONZA

Quando eu vi que era o Doce 22 no meu primeiro lugar, eu entendi que não poderia ser diferente. Esse álbum foi uma daquelas surpresas, que a gente vai se apaixonando aos pouquinhos por cada faixa e ter uma favorita a cada semana. Foi assim por aqui, e deve ter sido assim com muitos outros. Não consigo escolher uma faixa favorita, mas Melhor Sozinha e ANACONDA, acredito que são bem especiais pra mim.

 

E eu quero saber, quais os álbuns que fizeram parte do 2021 de vocês? Deixe nos comentários.

'Bem-Vindo ao Clube' de DAY

Day Limns é um dos nomes do pop underground no Brasil, e após dois EPs e alguns singles, a cantora acaba de lançar seu primeiro álbum. Bem-Vindo ao Clube sucede os singles Dilúvio, Não Gosto de Mim e Finais Mentem.

Day tem a minha idade e talvez por isso eu consegui entender de primeira - na minha visão - tudo o que ela quis dizer nesse álbum. Ele nos remete à uma fase gostosa da nossa adolescência, vivida lá por 2008-2010, e trouxe clara referência ao movimento emo da época, onde estávamos nós com nosso MP3 devorando a discografia da banda Fresno, NX Zero e tantas outras que surgiram na época - tanto que Lucas Silveira está presente no álbum na ótima Isso Não é Amor.

Fora outras referências, como a citação de Ponte para Terabítia, filme lançado em 2007 e distribuído pela Walt Disney, e que com certeza, quem foi jovem assistiu e se emocionou com a história do filme - que misturava drama e fantasia. Aliás, quem não assistiu tem o dever de assistir assim que terminar de ler esse post.

Voltando ao álbum, apesar das referências, isso não significa que o público de hoje não irá curtir o som, sendo que Day acaba por entregar um álbum muito coeso que com toda a certeza fala com qualquer geração. Aqui ela coloca suas verdades em música, e essas verdades são também a verdade de muita gente por aí. Bora entrar no clube?