Header Ads

Bom programa, SuperStar só precisa que os jurados tenham mais firmeza

 


A segunda temporada do SuperStar estreou. Diferente da primeira temporada, as bandas mostram uma qualidade inferior. Tem muita coisa boa, mas nenhuma com a mesma força de muitas da primeira temporada. Fernanda Lima continua como apresentadora e André Marques como seu ajudante, que pouco faz. Poderiam muito bem dispensar o moço. Agora com um novo trio de jurados, a crítica está dividida. Muitos acham que a troca foi favorável ao programa e outros acham que a troca prejudicou. Eu diria que isso acontece pelo fato de os jurados estarem muito inseguros. Principalmente Thiaguinho. Abaixo, minhas impressões e opinião, sobre cada jurado.

Paulo Ricardo: Eu que pouco apostei no cantor, paguei a língua. Ele é o melhor da bancada. Críticas construtivas e consegue argumentar quando não gosta de uma banda. Ele é que melhor está exercendo o papel de jurado nessa temporada.

Sandy: Meiga e delicada, Sandy se mostra pouco à vontade em criticar e julgar. Apesar de seus anos de carreira, a cantora parece ter medo argumentar e acaba fazendo isso poucas vezes, dando lugar geralmente, a críticas bobas. Mas no último domingo a cantora evoluiu e mostrou certa mudança. Que continue assim, ainda dá tempo!

Thiaguinho: O mais fraco dos três. Em três domingos, o cantor não conseguiu falar algo que realmente valesse a pena, a não ser fazer aquela cara de perdido e gaguejar, na maioria das vezes. Julgar deve ser difícil, mas é a função dele. E parece que não sou só eu que estou reparando na lerdeza do cantor, Fernanda Lima deu um toque no rapaz no último domingo, quando ele deu "NÃO" há uma banda e não conseguia falar sobre. "Não fiquem acanhados, não. Vocês são os jurados. Podem falar, mesmo!".

Em um todo o programa é uma ótima pedida pro final de domingo. Mas os jurados precisam se colocar no lugar deles e FALAR MESMO!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.