Header Ads Widget

header ads

Há três anos Rouge lançava 'Les 5inq', álbum com o gosto amargo da despedida precoce


Ontem completou três anos em que o grupo Rouge nos entregou o Les 5inq, seu quinto álbum de estúdio e também a despedida desse grupo que voltou após um hiato de mais de 10 anos. A volta rendeu turnês muito bem sucedidas, contrato com a gravadora Sony Music e muitos projetos que não saíram do papel. Infelizmente, Les 5inq não foi finalizado do jeito que os fãs imaginavam, sendo muito menos do que poderia ser.

 

Começando pela agenda das meninas, já que pelo fim já decretado nos bastidores, o álbum não conseguiu ser finalizado da forma que foi planejado, e metade do álbum são faixas em que apenas uma integrante canta. E algumas faixas parecem também que poderiam ter sido melhor trabalhadas em termos de produção. 

 

Ainda assim, para os fãs que precisavam se despedir desse grupo que marcou uma geração, o reencontro valeu. O álbum nos entregou faixas bem especiais, como Dona da Minha Vida, uma das melhores e mais maduras faixas da discografia do grupo. Solo Tu que trouxe toda essência do Rouge, assim como Te Ligo Depois. E as baladas não ficaram de fora, Sem Temer e Como Se Fosse a Primeira Vez também são destaques do projeto. 

Três anos que a gente sentia aquele frio na barriga de projeto novo das meninas, mesmo com o gostinho amargo da despedida. Acredito que podemos sim, em algum momento, ter uma turnê pequena comemorativa ou um show pontual, até pelo fato de elas manterem um contato profissional e o grupo não ter terminado por conta de brigas. Mas enquanto isso não acontece, continuamos aqui com saudade e dando play nos trabalhos anteriores.

Qual a sua faixa favorita do álbum?

Postar um comentário

0 Comentários