Header Ads Widget

header ads

Segundo ano de 'Love, Victor' aposta no desenvolvimento de seus personagens e emociona

A primeira temporada de Love, Victor foi boa, mas ao terminarmos a segunda conseguimos ver o salto que a série deu de um ano para o outro, e o quanto essa evolução foi importante para o show. 



Love, Victor estreou apresentando um protagonista em dúvida sobre sua sexualidade, e terminou seu primeiro ano com ele assumindo aos pais quem ele realmente era, e com isso, ficou muito drama para o segundo ano, e com isso, a série abordou a homossexualidade de forma honesta, já que o drama com sua mãe, durante a temporada, deve ter representado milhares de jovens por aí.

Além disso, apesar de ela ser uma personagem e causar um certo ódio em quem está assistindo, podemos também nos colocar em seu lugar, e uma das cenas mais emocionantes da segunda temporada é exatamente aquela em que ela defende o filho e se afasta da igreja em que fazia parte, seguido de uma conversa honesta com seu filho. Sem dúvidas, além de todos os dramas, essa relação e desenvolvimento foi muito importante.

Além disso, aqui também tivemos o desenvolvimento de Benji e Victor, que precisou lidar com a descoberta de todo o colégio sobre seu namoro ao mesmo tempo que todos deduziam o motivo do seu término com Mia - outra que foi ganhando destaque durante a temporada. Nós sabemos que adolescentes podem ser cruéis, e de alguma maneira, isso foi mostrado nessa temporada. 

Outro ponto positivo foi o desenvolvimento e drama de Felix, um dos personagens favoritos desde a primeira temporada. Infelizmente a temporada termina com Felix decidindo ir por um outro caminho e se afastando de Lake, por tanto, acredito que esse término seja mais positivo para ela do que para Felix, já que não sei muito o que essa relação pode trazer de positivo para o futuro do personagem, enquanto vimos que os roteiristas deixaram um gancho sobre Lake ser bissexual em uma possível terceira temporada, e isso vai ser muito interessante acompanhar.

Para finalizar, outro ponto positivo foi Rahim, personagem que foi crescendo durante a temporada e acabou tendo tanto destaque quanto o protagonista. Por tanto, apesar de servir para trazer um conflito para o casal Victor e Benji, não curto isso de sempre que o protagonista se aproxima de alguém, esse alguém acaba apaixonado - e isso é em tudo que é série ou novela - e infelizmente, isso prejudica o desenvolvimento da linda amizade que ele e Victor estavam construindo. E com isso, deixo minha opinião sobre a cena final da temporada. Orando que seja Benji. E orando também para que tenha uma terceira temporada.

Postar um comentário

0 Comentários